PAGINA DE TESTE DE FORM

  • Home
  • PAGINA DE TESTE DE FORM

Fornece a preparação completa e o ponto de partida para quem deseja iniciar uma preparação planejada e de excelência para o próximo processo seletivo para Praticante de Prático, qualquer que seja a sua área de formação. O aluno conhece, de forma aprofundada, cada tema da bibliografia. Não é necessário possuir experiência prévia ou formação na área marítima.

Receba todas as informações no seu e-mail

Preencha o formulário para receber instantaneamente o prospecto do curso, contendo todas as informações de forma detalhada.






    Como Funciona

    O Curso Regular fornece a preparação completa para o Processo Seletivo para Praticante de Prático (PSPP). O candidato conhece, de forma aprofundada, cada tema da bibliografia recomendada. Baseado majoritariamente em aulas expositivas, pinceladas por exercícios de revisão, é indicado como ponto de partida para aqueles que desejam iniciar uma preparação completa e planejada para o próximo processo seletivo, ou para quem está aprofundando os estudos, sendo montado de acordo com o formato dos concursos anteriores.

    SUPORTE DO CURSO REGULAR DURANTE A QUARENTENA

    Para não interromper os seus projetos pessoais durante o isolamento social sem colocar em risco a sua saúde, estamos disponibilizando AULAS ONLINE AO VIVO GRATUITAS TODAS AS TERÇAS, QUINTAS E SÁBADOS, para todos os alunos do Curso Regular.

    Isso significa que você pode começar ou dar seguimento aos seus estudos agora por meio das aulas online, e ainda terá o curso inteiro para fazer quando a quarentena acabar.

    Assista ao vídeo e confira a qualidade e a dinâmica das aulas online:

    Material Didático

    Os alunos recebem um material exclusivo composto por 11 livros que constituem mais um grande diferencial do Curso H.

    Excelência no Conteúdo
    Toda a matéria do processo seletivo sintetizada, porém sem perder nenhum detalhe importante.

    Excelência na Apresentação
    Ilustrações e gráficos cuja qualidade supera inclusive a das obras originais da bibliografia.

    Excelência nos Resultados
    Este material nasceu dos resumos do primeiro colocado da prova escrita de 2008, o Prático Hercules Lima, fundador do Curso H.

    Modalidades de Ensino

    PRESENCIAL

    As aulas contam sempre com a presença física de um professor em sala, que pode ministrá-las inclusive fazendo uso dos recursos avançados da modalidade Tele+Presencial.

    TELE+PRESENCIAL

    Os alunos podem frequentar as aulas Presenciais em todo o país durante a validade da sua matrícula no Curso Regular, o que significa poder utilizar até mais do que o triplo da carga horária contratada!

    As aulas tele são ministradas em estações de estudo individuais na unidade do Curso H mais próxima da residência do aluno e nos dias e horários que ele mesmo escolhe, o que o torna ideal para quem precisa de flexibilidade de agenda. O curso é composto por videoaulas de alta qualidade produzidas por uma equipe de profissionais especializados em ensino à distância e que utiliza recursos tecnológicos e pedagógicos de ponta.

    Formatos da modalidade Tele+Presencial:

    1. ESTAÇÃO INTERATIVA PADRÃO
    O aluno assiste as aulas em uma estação de estudo individual, nas datas e horários que bem desejar, em qualquer unidade do Curso H em todo o país.

    2. ESTAÇÃO INTERATIVA PLUS
    Possui todas as vantagens da Interativa Padrão, e ainda dispõe do dobro da carga horária de cada módulo!

    Público-Alvo

    O Curso Regular é indicado aos candidatos de quaisquer formações que desejam iniciar um estudo completo e planejado em sua preparação para a primeira etapa (prova escrita) do Processo Seletivo para Praticante de Prático.

    O Curso Regular fornece a preparação completa para o Processo Seletivo para Praticante de Prático (PSPP). O candidato conhece, de forma aprofundada, cada tema da bibliografia recomendada. Baseado majoritariamente em aulas expositivas, pinceladas por exercícios de revisão, é indicado como ponto de partida para aqueles que desejam iniciar uma preparação planejada e de excelência para o próximo processo seletivo, ou para quem está aprofundando os estudos, sendo montado de acordo com o formato dos concursos anteriores.

    Módulos

    O módulo COMUNICAÇÕES cobrirá os assuntos GMDSS, CIS, SMCP, Lista de Auxílios-Rádio e Avisos aos Navegantes, abrangendo os seguintes itens da bibliografia sugerida no Anexo III do edital do processo seletivo de 2012:

    1) IMO STANDARD MARINE COMMUNICATION PHRASES. Resolução No A.918(22) da International Maritime Organization – IMO.

    2) BRASIL. Diretoria de Portos e Costas. MANUAL DO CURSO ESPECIAL DE RADIOPERADOR GERAL – Rio de Janeiro (2ª Edição: 2011, disponível em www.dpc.mar.mil.br):
    – Unidade 1 – Princípios das Radiocomunicações Marítimas (1.1 a 1.4; 1.7 e 1.8);
    – Unidade 3 – GMDSS (3.1 a 3.6, 3.8, 3.10, 3.10.1, 3.10.2, 3.10.4 e 3.10.6).

    3) INTERNACIONAL CODE OF SIGNALS – International Maritime Organization – IMO (4ª Edição: 2005).

    4) Lista de Auxílios-Rádio – DHN.

    5) Avisos aos Navegantes – DHN.

    O módulo FORMAÇÃO NAVAL abrangerá a totalidade dos conhecimentos básicos sobre marinharia, cartografia e navegação requeridos pelo processo seletivo, e requeridos também para o aprendizado das disciplinas de maior grau de complexidade abordadas em outros módulos do Curso Regular. Os assuntos a serem ministrados são contidos nos seguintes livros da bibliografia recomendada no edital:

    FONSECA, MAURÍLIO M. – Arte Naval – Rio de Janeiro – SDM (8ª Edição: 2019):
    – Capítulo 1 – Nomenclatura do Navio.
    – Capítulo 2 – Geometria do Navio.
    – Capítulo 7 – Cabos.
    – Capítulo 8 – Trabalhos do Marinheiro.
    – Capítulo 9 – Poleame, Aparelhos de Laborar e Acessórios.
    – Capítulo 10 – Aparelhos de Fundear e Suspender.
    – Capítulo 11 – Aparelho de Governo, Mastreação e Aparelhos de Carga.

    MIGUENS, ALTINEU PIRES – Navegação: A Ciência e a Arte – Volume I – Rio de Janeiro – DHN – (1ª Edição: 1996):
    – Capítulo 1– O Problema Geral da Navegação.
    – Capítulo 2 – Projeções Cartográficas; a Carta Náutica.
    – Capítulo 3 – Agulhas Náuticas: Conversões de Rumos e Marcações.
    – Capítulo 4 – A Posição no Mar: Navegação Costeira.
    – Capítulo 5 – Navegação Estimada.
    – Capítulo 6 – Determinação da Posição por Marcações Sucessivas.
    – Capítulo 11 – Instrumentos Náuticos.
    – Capítulo 38 – Ecobatímetros e Sonar Doppler.
    – Carta 12.000.

    O módulo LEGISLAÇÃO abrangerá as seguintes normas, resoluções e regulamentos constantes da bibliografia sugerida no Anexo III do edital do processo seletivo de 2012:

    1) NORMAM-01/DPC – BRASIL. Diretoria de Portos e Costas. Normas da Autoridade Marítima para Embarcações Empregadas na Navegação de Mar Aberto. Capítulo 7: Borda-Livre e Estabilidade Intacta. Itens: 0701 a 0703 e 0710 a 0714 (Edição: 2005).

    2) NORMAM-02/DPC – Normas da Autoridade Marítima para Embarcações Empregadas na Navegação Interior. Cap.11: Regras Especiais para Evitar Abalroamento na Navegação Interior (Edição: 2005).

    3) NORMAM-08/DPC – Normas da Autoridade Marítima para Tráfego e Permanência de Embarcações em Águas Jurisdicionais Brasileiras (Edição: 2013).

    4) NORMAM-09/DPC – Normas da Autoridade Marítima para Inquéritos Administrativos sobre Acidentes e Fatos da Navegação (Edição: 2003).

    5) NORMAM-12/DPC – Normas da Autoridade Marítima para o Serviço de Praticagem (Edição: 2011).

    6) NORMAM-22/DPC – Normas da Autoridade Marítima para o Cerimonial na Marinha Mercante (Edição: 2006).

    7) BRASIL. Lei 9.537, de 11 de dezembro de 1997. Dispõe sobre a Segurança do Tráfego Aquaviário em Águas sob Jurisdição Nacional (LESTA).

    8) BRASIL. Decreto 2.596 de 18 de maio de 1998. Aprova o Regulamento de Segurança do Tráfego Aquaviário em Águas sob Jurisdição Nacional (RLESTA).

    9) BRASIL. Lei 2.180 de 05 de fevereiro de 1954. Dispõe sobre o Tribunal Marítimo.

    10) BRASIL. Portaria 156/MB de 3 de junho de 2004. Estabelece a Estrutura da Autoridade Marítima e delega competências aos Titulares dos Órgãos de Direção-Geral, de Direção Setorial e de outras Organizações Militares da Marinha para o exercício das atividades especificadas.

    11) INTERNATIONAL MARITIME ORGANIZATION – IMO – Resolução No A.1045(27) – Pilot Transfer Arrangements.

    12) INTERNATIONAL MARITIME ORGANIZATION – IMO – Resolução No A.960(23) – Recommendations on Training and Certification and Operational Procedures for Maritime Pilots other than Deep-sea Pilots.

    13) CONVENTION OF THE INTERNATIONAL REGULATIONS FOR THE PREVENTING COLLISIONS AT SEA, 1972 – COLREG – International Maritime Organization – IMO (4ª Edição: 2011).

    O módulo METEOROLOGIA & OCEANOGRAFIA versará sobre os assuntos constantes do conteúdo programático do concurso de 2012, e será baseado nos seguintes livros e publicações da bibliografia sugerida no Anexo III do edital:

    1) LOBO, PAULO ROBERTO VALGAS – Meteorologia e Oceanografia – Usuário Navegante – Rio de Janeiro – Editora Vozes (4ª Edição: 2019).

    2) MIGUENS, ALTINEU PIRES – Navegação: a ciência e a arte – Rio de Janeiro – DHN (1ª Edição: 1996), volume 1, capítulo 10 (marés, correntes de maré e correntes oceânicas) e capítulo 42 (navegação com mal tempo).

    3) Tábua de Marés – DHN.

    4) Carta de Correntes de Maré – DHN.

    5) Cartas Piloto – DHN.

    O módulo NAVEGAÇÃO 1 abrangerá os seguintes assuntos constantes da bibliografia sugerida no Anexo III do edital do processo seletivo de 2012:

    1) MIGUENS, ALTINEU PIRES – Navegação: a ciência e a arte – Rio de Janeiro – DHN (1ª Edição: 1996).
    Volume I:
    – Capítulo 14 – Navegação Radar.
    Volume III:
    – Capítulo 37 – Navegação por Satélites.
    – Capítulo 38 – Outros Sistemas e Técnicas Modernas de Navegação.

    2) NORMAM-26/DHN – Normas da Autoridade Marítima para o Serviço de Tráfego de Embarcações (VTS) (Edição: 2009).

    3) INTERNATIONAL MARITIME ORGANIZATION – IMO – Resolução No A.917(22) – Guidelines for the Onboard Operational use of Shipborne Automatic Identification Systems (AIS), com a emenda da Resolução A.956(23).

    4) NORMAM-17/DHN – Normas da Autoridade Marítima para Auxílios à Navegação (Edição: 2008).

    5) Lista de Auxílios-Rádio – DHN, capítulo 9 (Navegação por Satélite).

    6) Lista de Faróis – DHN.

    Bibliografia extra: Navegação Integrada (Carlos Norberto S. Bento) – Capítulo 1 (navegação por satélite), capítulo 2 (itens 2.1 e 2.2, cinemática naval) e capítulo 3 (item 3.2, VTS).

    O módulo NAVEGAÇÃO 2 abrangerá os seguintes assuntos da bibliografia sugerida e/ou do conteúdo programático constantes no Anexo III do edital do processo seletivo de 2012:

    1) MIGUENS, ALTINEU PIRES – Navegação: a ciência e a arte – Rio de Janeiro – DHN (1ª Edição: 1996).
    Volume I:
    – Capítulo 4 – A Posição no Mar, Navegação Costeira (Recomendações e precauções gerais para a navegação em águas restritas).
    – Capítulo 5 – Navegação Estimada (Navegação de Segurança).
    – Capítulo 7 – Emprego de Linhas de Posição de Segurança.
    Volume III:
    – Capítulo 40 – A Navegabilidade dos Rios.
    – Capítulo 42 – Navegação com Mau Tempo.

    2) INTERNATIONAL MARITIME ORGANIZATION – IMO – Resolução No A.817(19) – Performance Standards for Electronic Chart Display and Information Systems (ECDIS), com a emenda do Maritime Safety Committee MSC.232(82).

    3) ROTEIRO – DHN.

    4) SWIFT, Capt. A. J., FNI & BAILEY, Capt. T.J., FNI – Bridge Team Management, a Practical Guide – THE NAUTICAL INSTITUTE (2ª Edição: 2004).

    5) FONSECA, MAURÍLIO M. – Arte Naval – Rio de Janeiro – SDM (7ª Edição: 2005): – Capítulo 12 (Seção G, Navegação em Mau Tempo).

    6) LOBO, PAULO ROBERTO VALGAS – Meteorologia e Oceanografia – Usuário Navegante – Rio de Janeiro – Editora Vozes (4ª Edição: 2019), Capítulo XIV (Navegação Meteorológica e Oceanográfica).

    7) Roteiro – DHN.

    Bibliografia extra: Navegação Integrada (Carlos Norberto S. Bento) – Capítulos 3 e 4 (itens 3.1 e 4.1, recomendações e precauções gerais para a navegação em águas restritas).

    1) SQUAT, INTERACTION, MANOEUVERING – The Nautical Institute (Edição: 1995).

    2) LEWIS, EDWARD V. – Principles of Naval Architecture, SNAME (The Society of Naval Architects and Marine Engineers), Vol. III (3ª Edição: 1988/1989).
    Chapter IX – Controllability – Sections 1, 3, 4, 5, 6, 10, 12, 13, 14:
    – Introduction;
    – Motion Stability;
    – Analysis of Course Keeping and Controls-fixed Stability;
    – Stability and Control;
    – Analysis of Turning Ability;
    – Accelerating, Stopping and Backing;
    – Effects of the Environment;
    – Vessel Waterway Interactions;
    – Hydrodynamics of Control Surfaces:
    Geometry, Forces and Moments;
    Flow around a Ship’s Rudder;
    Scale Effects;
    Effect of Aspect Ratio;
    Free-stream Characteristics of All-Movable Low Aspect-Ratio Control Surfaces;
    Influence of Hull Shape on Effective Aspect Ratio of All-Movable Control Surfaces;
    Influence of Fixed Structure and Flapped Control Surfaces.

    1) LEWIS, EDWARD V. – Principles of Naval Architecture, SNAME (The Society of Naval Architects and Marine Engineers), Vol. II (3ª Edição: 1988/1989).
    Chapter VI – Propulsion– Sections 1, 2, 4, 6, 7, 10:
    – Powering of Ships;
    – Theory of Propeller Action;
    – Interaction between Hull and Propeller;
    – Geometry of the Screw Propeller;
    – Cavitation;
    – Other propulsion devices (jet propulsion, paddle wheels, vertical-axis propellers, controllable-pitch propellers, tandem and contrarotating propellers, super-cavitating propellers and overlapping propellers).

    1) LEWIS, EDWARD V. – Principles of Naval Architecture, SNAME (The Society of Naval Architects and Marine Engineers), Vol. II (3ª Edição: 1988/1989).
    Chapter V – Resistance – Sections 1, 3, 4, 5:
    – Introduction;
    – Frictional Resistance;
    – Wave-Making Resistance;
    – Other Components of Resistance.

    O módulo REBOCADORES será baseado no seguinte livro da bibliografia sugerida no Anexo III do edital do processo seletivo de 2012: HENSEN, Capt. HENK, FNI – Tug use in Port, a Practical Guide – THE ABR COMPANY LTD (3ª Edição: 2018).

    Os assuntos tratados no livro “Rebocadores Portuários” (CONAPRA, 1ª Edição: 2002), disponível para venda do Curso H, também são abordados na obra “Tug Use in Port”, que servirá de referência para todo o curso.

    O livro distribuído aos alunos incluirá os resumos de ambos os livros supracitados, elaborados pelo Prático Hercules Lima.

    O módulo SHIPHANDLING cobrirá os seguintes itens da bibliografia sugerida no Anexo III do edital do processo seletivo de 2012:

    1) MIGUENS, ALTINEU PIRES – Navegação: a ciência e a arte – Rio de Janeiro – DHN (1ª Edição: 1996).
    Volume I:
    – Capítulo 8 – Uso dos Dados Táticos do Navio na Navegação em Águas Restritas. (Seções 8.1 a 8.10).

    2) FONSECA, MAURÍLIO M. – Arte Naval. Rio de Janeiro – SDM (7ª Edição: 2005). – Capítulo 12 – Manobra do Navio (Seções A a F).

    3) MacELREVEY, DANIEL H. & MacELVERY, DANIEL E. – Shiphandling for the Mariner. CORNELL MARITIME PRESS (5ª Edição: 2018).

    4) CRENSHAW, RUSSEL SYDNOR – Naval Shiphandling (4ª Edição: 1975). Chapter 2 – Forces Affecting the Ship.

    Canais Tira-Dúvidas

    Os alunos dispõe de três canais para tirar dúvidas:
    As aulas Presenciais em todo o país, que podem ser frequentadas por todos os alunos com matrícula ativa no Curso Regular, independentemente da modalidade de ensino. Consulte as Condições.
    Acesso direto a um professor às quartas feiras, via videoconferência.
    O Fórum do Curso H, com participação em grupos fechados onde é possível interagir com os professores e alunos.

    Programa de Preparação Contínua – PPC

    O Programa de Preparação Contínua destina-se exclusivamente a ex-alunos do Curso Regular (de 2015 em diante), de qualquer cidade ou modalidade de ensino.

    O Programa permite frequentar livremente as aulas Presenciais do Curso Regular ministradas em qualquer cidade onde o CURSO H estiver presente.

    CARACTERÍSTICAS
    • Custa apenas uma fração do preço do Curso Regular.
    • Fornece acesso ao conteúdo atualizado das aulas, que refletem as atualizações das publicações e livros da bibliografia.
    • Oferece o material didático mais recente do Curso Regular.
    • Possibilita o contato contínuo com os professores do Curso H.
    • Ajuda o aluno a manter-se motivado e focado na sua preparação.
    • Possibilita ao aluno frequentar aulas Presenciais em diversas cidades do país.
    • Disponível nos planos semestral ou anual.

    Consulte as condições preenchendo o formulário da aba “Solicitar Informações”.

    Professores

    ×
    Resumo das experiências profissionais:

    – Prático dos portos do Estado do Espírito Santo (desde 2009).
    – Aprovado em primeiro lugar na prova escrita do processo seletivo de 2008. – Piloto de caça do Primeiro Esquadrão de Aviões de Interceptação e Ataque (2002 a 2008).
    – Gerente de Manutenção e Logística das aeronaves de caça da Marinha, no Comando da Força Aeronaval (2008).
    – Professor da cadeira de Aerodinâmica do curso de formação de Aviadores Navais (2005-2006).
    – Aviador Naval, tendo-se formado após quatro anos de cursos nas Marinhas Norte-Americana e Argentina (1999 a 2002).
    – Como Oficial do Corpo da Armada da Marinha do Brasil, realizou viagem de circunavegação no NE Brasil (1997) e embarcou em navios da Marinha, desempenhando várias funções a bordo e desenvolvendo sua qualificação profissional em navegação e náutica.
    – Formado pelo Colégio Naval (1990) e bacharel em Ciências Navais pela Escola Naval, com especialização em sistemas de armas (1996).

    Ao longo de 18 anos de carreira na Armada da Marinha do Brasil, realizou diversos cursos, dentre os quais se destacam os seguintes:
    – Curso de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA, 2006);
    – Curso de Estado Maior para Oficiais Intermediários (Escola de Guerra Naval, 2005);
    – Curso de Preparação para Recebimento de Aeronaves (Instituto de Aeronáutica e Espaço, Centro Tecnológico da Aeronáutica, 2004), primeiro colocado;
    – Qualificação de Pouso a Bordo de Porta-Aviões (USS John F. Kennedy, 2002);
    – Advanced Strike Flight (Meridian NAS, US Navy, 2001-2002);
    – Oral Proficiency Skills for Aviation (Defense Language Institute, Department of Defense, EUA, 2001);
    – Curso Avançado de Caça e Ataque (Primera Escuadrilla Aeronaval de Ataque, Armada Argentina, 2000);
    – Curso de Formação de Aviadores Navais (Escuela de Aviación Naval, Armada Argentina, 1999), primeiro colocado;
    – Curso de Guerra Eletrônica para Oficiais (CAAML, 1998);
    – Curso de Especialização de Armamento para Oficiais (CIAW, 1997).

    Fundou o Curso H em outubro de 2010, e desde então se dedica a prover aos seus alunos a mais completa preparação para todas as etapas do processo seletivo para Praticantes de Prático.

    Hercules Lima

    Prático

    Resumo das experiências profissionais nas áreas afins:

    – Capitão–de–Mar–e–Guerra (RM1) do Corpo da Armada, Hidrógrafo.
    – Curso de Aperfeiçoamento de Hidrografia para Oficiais da Marinha – 1º lugar com distinção;
    – Comandante do Navio Hidrográfico “Argus” da DHN;
    – Comandante do Navio Hidro-Oceanográfico “Almirante Graça Aranha” da DHN;
    – Comandante do Aviso Hidrográfico “Camocim” da DHN;
    – Chefe da “Comissão de Levantamentos Hidrográficos da Amazônia” (COLAM);
    – Imediato, Chefe dos Departamentos de Hidrografia e Oceanografia e Encarregado de Navegação de vários navios hidrográficos e oceanográficos da DHN;
    – Encarregado de Navegação do Navio-Escola “Brasil” em viagem por 28 países de quatro continentes;
    – Chefe do Departamento de Instrução da DHN;
    – Encarregado da Divisão de Cartografia da DHN;
    – Instrutor das disciplinas Cartografia, Hidrografia, Construção da Carta Náutica e Geologia Marinha do Curso de Aperfeiçoamento de Hidrografia para Oficiais da Marinha;
    – Autor do livro “Capitão Amador – Navegação Segura em Cruzeiros de Alto-mar”, recomendado pela Marinha para a prova de Capitão-Amador.
    – Professor das matérias Meteorologia, Oceanografia, Navegação em Águas Restritas, Publicações da DHN, Comunicações, Manobras de Navios, Sinalização Náutica e Gerenciamento de Passadiço para concursos para Praticante de Prático.
    – Professor de cursos de preparação para Capitão-Amador e Mestre-Amador, Meteorologia, Oceanografia, Planejamento de Cruzeiro Oceânico, Navegação Eletrônica e Navegação Astronômica.
    – Professor de aulas práticas de utilização de aparelhos eletrônicos de navegação (radar, AIS, GPS e ecobatímetro).

    Jaime Felipe

    Capitão–de–Mar–e–Guerra

    Resumo das experiências profissionais nas áreas afins:

    Engenheiro da Computação e Matemático.
    Ex-aluno do Curso H.

    Resumo das experiências profissionais:

    – Petrobras CENPES, pesquisador na área de detecção de vazamentos (escoamento confinado), 2012 a 2014;
    – WesternGeco Schlumberger, trabalhando embarcado com serviços de sísmica;
    – Curso Elite, professor de matemática, Porto Alegre, 2003;
    – Curso Mauá, professor de matemática, Porto Alegre, 2000 a 2003.

    Formação acadêmica:

    – Engenharia da computação, IME, Rio de Janeiro, 2004 a 2008;
    – Matemática, UFRGS, Porto Alegre, 2000 a 2003.

    Thyago Kufner

    Engenheiro e Matemático

    Resumo das experiências profissionais:

    Nicolas Klachquin

    Professor

    Resumo das experiências profissionais:

    – Mais de 10 anos de experiência em telecomunicações, tendo trabalhado como Engenheiro e Gerente de Projetos para as empresas Vivo e Nextel, no Brasil, e para a Kordia Solutions, na Austrália, durante 5 anos.
    – Gerente de Projetos de logística de medicamentos na Luft Logistics.

    Formação acadêmica:

    – MBA em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios (FVG – SP);
    – Engenheiro Eletricista pela Universidade Federal da Bahia (UFBA);
    – Curso de Especialização em Telecomunicações (UFBA);
    – Engenheiro de Áudio pela Escola de Engenharia de Áudio (SAE), Brisbane, Austrália;
    – Capitão Amador.

    Ex-aluno do Curso H.

    Pablo Zuniga

    Engenheiro Elétrico

    Formação Acadêmica:

    Bacharel em Análise de Sistemas – 2007 – Universidade Estácio de Sá
    Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos – COPPEAD / UFRJ (2009)

    Paulo Freitas

    Analista de Sistemas

    Resumo das experiências profissionais:

    – Mais de 20 anos de experiência em consultoria nas áreas de gerenciamento de projeto, tecnologia da informação e desenvolvimento de sistemas.
    – Atuou como consultor em projetos nos EUA, Panamá e Chile e no gerenciamento de TI de empresas nos EUA, tendo residido neste país por mais de 10 anos.
    – Atuou como consultor da Marinha do Brasil em Washington-DC (CNBW) por um período de 2 anos.
    – Atualmente, é consultor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

    Formação acadêmica:

    – Masters of Science Degree in Information and Telecommunication Systems, Johns Hopkins University, Baltimore – Maryland, USA, 1999.
    – Bachelor of Arts Degree in Computer Information and Systems Science, University of the District of Columbia, Washington DC, USA, 1993.
    – Associate of Arts Degree in Information Systems, Montgomery College, Rockville – Maryland, USA, 1991.

    Ex-aluno do Curso H.

    Jorge Mendes

    Engenheiro de Sistemas

    Formação Acadêmica:

    Bacharelato em Oceanografia – UERJ – incompleto.
    Bacharelato em Engenharia de Recursos Hídricos e do Meio Ambiente – UFF – Graduado em 2015 com foco em meteorologia sinótica da América do Sul e mudanças climáticas.

    Resumo das experiências profissionais:

    Lachmann – 2009 a 2011 – Agente Marítimo (visitador de navios).
    Tide Maritime – 2011 a 2014 – Mesa de operações e atuação na área comercial como broker de navios CPP e DPP.
    Curso H – Início em 2016.

    Diego Soares

    Engenheiro de Recursos Hídricos

    O Capitão-de mar-e-guerra Paulo Roberto Valgas Lobo é autor do livro “Meteorologia e Oceanografia – Usuário Navegante”, adotado na bibliografia oficial para o Processo Seletivo para Praticantes de Prático (1ª edição: 1999, 2ª edição: 2007), e do livro de Meteorologia e Oceanografia para Ensino à Distância (2008).

    Qualificações acadêmicas:

    – Curso de graduação na Escola Naval (1959 a 1961);
    – Curso de Aperfeiçoamento em Hidrografia e Navegação – DHN (1964);
    – Mestrado em Meteorologia – INPE (1978 a 1981);
    – Doutorado em Política e Estratégia Marítima – EGN (1988);
    – Curso de Especialização em Previsão do Tempo e do Clima – UFRJ (1995);
    – Curso de pós-graduação em Metodologia do Ensino Superior – UERJ (1998);
    – Oceanógrafo (lei 11.760, de 31 de julho de 2008).

    Experiências profissionais:

    – Professor de Meteorologia e Oceanografia do Ensino Profissional Marítimo no CIAGA, desde 1995.
    – Professor de Navegação, Meteorologia e Oceanografia na Escola Naval, de 1968 a 1971, e de 1999 a 2001;
    – Comandante do Navio Hidro-Oceanográfico Canopus, 1986;
    – Vice-Diretor do Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, 1987;
    – Vice-Diretor da Escola Naval, de 1989 a 1990.

    Valgas Lobo

    Capitão–de–Mar–e–Guerra

    Prático da ZP-14 (Vitória), aprovado no Processo Seletivo para Praticantes de Prático de 2012/2013.
    Capitão-de-Fragata (FN) da Marinha do Brasil.
    Ex-aluno do Curso H.

    Resumo das experiências profissionais:

    – Comando da Companhia de Comunicações de Fuzileiros Navais;
    – Instrutor do Curso de Aperfeiçoamento para Oficiais Fuzileiros Navais;
    – Instrutor da Escola Naval;
    – Oficial de Intercâmbio na Second Marine Division, United States Marine Corp – Marine Corp Base Camp Lejeune – NC – USA (2007/2008).

    Formação acadêmica e principais cursos:

    – Colégio Naval (1980 a 1982);
    – Escola Naval (1983 a 1986);
    – Curso Especial de Comunicações para Oficiais;
    – Curso de Aperfeiçoamento para Oficiais;
    – Curso de Inteligência para Oficiais;
    – Curso de Especialização em Operações Anfíbias, Espanha;
    – Curso Expedito de Operações Militares em Área Urbana, Inglaterra;
    – Curso de Armamento Antiaéreo, Exército Brasileiro;
    – Curso de Comando e Estado Maior para Oficiais, Escola de Guerra Naval;
    – MBA de Gestão Empresarial pelo COPPEAD.

    Evandro D’Aquino

    Prático

    Aprovado no Processo Seletivo para Praticantes de Prático de 2012/2013 para a ZP-14 (Vitória);
    Capitão-de-Corveta da Marinha do Brasil;
    Engenheiro Naval;
    Ex-aluno do Curso H.

    Resumo profissional e acadêmico:

    – Formado pelo Colégio Naval (1991);
    – Bacharel em Ciências Navais pela Escola Naval, com especialização em eletrônica (1997);
    – Realizou viagem de circunavegação no Navio-Escola Brasil (1998);
    – Embarque na Corveta Inhaúma (1999);
    – Formado em Engenharia Elétrica com ênfase em Computação pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, POLI-USP (2003).

    Guido Botto

    Prático

    Aprovado no Processo Seletivo para Praticantes de Prático de 2012/2013.
    Primeiro-Tenente da Marinha do Brasil.
    Ex-aluno do Curso H.

    Resumo das experiências profissionais:

    – Embarcou em diversos navios da Marinha do Brasil e de Marinhas estrangeiras, ao longo de mais de 11 anos de carreira naval;
    – Realizou viagem circunavegação no Navio-Escola Brasil (2009);
    – Trabalhos na área de operações de inteligência e segurança na Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (CNUDS RIO+20), no Rio de Janeiro (2012);
    – Intérprete e agente de ligação com a Royal Navy em operação conjunta das Marinhas do Brasil e Britânica (Passex Ocean), a bordo do navio HMS Ocean (2010);
    – Diversas atuações como instrutor, na Marinha do Brasil e em instituições civis.

    Formação acadêmica e principais cursos:

    – Bacharel em Ciências Navais pela Escola Naval da Marinha do Brasil (2009);
    – FA Basic Officer Leadership Course (Curso de Liderança para Oficiais do Exército Americano), graduado com honras de distinção (Distinguished Honor Graduate), Escola de Fort Sill, Oklahoma, EUA (2011);
    – Brazilian Maritime Pilot Training, MITAGS & CURSO H, Baltimore, EUA (2013);
    – Domínio dos idiomas inglês, francês e espanhol.

    Paulo Torres

    Prático

    Aprovado no Processo Seletivo para Praticantes de Prático de 2012/2013 para a ZP-14 (Vitória).
    Capitão-Tenente do Corpo da Armada da Marinha do Brasil, Hidrógrafo.
    Ex-aluno do Curso H.

    Resumo das experiências profissionais:

    – Oficial do Centro de Hidrografia da Marinha, DHN (2014);
    – Oficial de Manobra, Encarregado de Navegação e Encarregado da Divisão de Hidroceanografia do Navio Hidro-Oceanográfico Faroleiro “Almirante Graça Aranha” (DHN, 2012 a 2014);
    – Embarque no Navio “Pará”, tendo navegado pelo Rio Amazonas e seus afluentes (2009 e 2010);
    – Realizou viagem de circunavegação no “Navio-Escola Brasil” (2008);
    – Monitor de navegação e manobra do navio de instrução “Guarda-Marinha Brito” (2007).

    Formação acadêmica e principais cursos:

    – Maritime Pilot Training – Mitags & Curso H, EUA (2013);
    – Curso de Aperfeiçoamento de Hidrografia para Oficiais da Marinha (DHN, 2011);
    – Escola Naval (2004 a 2007).

    Raphael Sobreira

    Prático

    Aprovado no Processo Seletivo para Praticantes de Prático de 2012/2013 para a ZP-15 (Rio de Janeiro).
    Capitão-de-Fragata da Marinha do Brasil e Capitão de Longo Curso da Marinha Mercante.
    Ex-aluno do Curso H.

    Resumo profissional e acadêmico:

    – Ao longo da sua carreira na Marinha do Brasil, passou mais de 15 anos embarcado em navios de guerra;
    – Instrutor do CIAGA em Manobra de Navio, Navegação Eletrônica e Navegação Astronômica;
    – Mestrado em Ciências Navais;
    – MBA em Gestão Empresarial, COPPEAD-UFRJ;
    – Curso de Altos Estudos Militares, Escola de Guerra Naval;
    – Curso de Estado Mayor de la Academia de Guerra de Naval de Chile.

    Renato Kopezynski

    Prático

    – Nativo da língua inglesa, com doze anos de experiência no ensino de inglês, tendo lecionado em diversos países, dentre eles África do Sul, Brasil, Chile, Inglaterra e Angola.
    – Graduado em Inglês e em Direito, é autor de diversos cursos de especialização, tais como: “Inglês para Pilotos da Aviação”, “Inglês para Comissários”, “Inglês para Praticagem” e “Inglês para Advogados”.

    Informações adicionais:

    – Proprietário da Global Aviation English e autor do maior Curso de Inglês online para aviação do mundo.
    – Qualificação TEFL; e
    – Autor de dez aplicativos para celular relacionados ao ensino de inglês.

    Damon Freeman

    Professor de Inglês

    Prático dos Portos do Estado de São Paulo desde 2011.
    Sétimo lugar geral no Processo Seletivo de 2011, somando 19 pontos na Prova Prático-Oral.
    Graduado em Comércio Exterior pela Universidade Presbiteriana Mackenzie – SP (2005).
    Capitão Amador.
    Aluno da primeira turma do Curso H.

    Caio Frare

    Prático

    Resumo das experiências profissionais:

    - Técnico em Eletrônica;
    - Piloto de aviões e planadores;
    - Oficial da reserva de infantaria da FAB;
    - Capitão Amador;
    - Engenheiro Aeronáutico formado pelo ITA, com experiência em aerodinâmica, energia eólica e segurança de aeronaves.

    Tomaz Cavalcante

    Engenheiro Aeronáutico