Lancha de Prático de Navios chegando ao navio

Como trabalha um Prático de Navios?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

A melhor maneira de se deslocar no trânsito de uma cidade é com um motorista local. O que dizer, então, da importância de um guia nativo quando se deseja explorar praias, florestas ou montanhas em novos destinos? Guias turísticos e motoristas têm quase nenhuma relação com a condução de grandes navios, mas o raciocínio que nos leva a optar por serviços reconhecidamente especializados em determinadas regiões se aplica perfeitamente à lógica que faz dos Práticos de Navios profissionais indispensáveis para a navegação, a economia e a segurança das regiões costeiras em todo o mundo.

O que é a profissão de Prático de Navios

O Prático de Navios – também chamado de Prático de Porto ou, simplesmente, “Prático” – é o profissional que, depois de aprovado em um processo seletivo público e devidamente treinado, trabalha diretamente com as tripulações das embarcações durante o trânsito nas chamadas Zonas de Praticagem (ZPs), regiões próximas dos portos onde ocorrem as manobras de atracação e desatracação.

Práticos são, portanto, os “guias” ou detentores do conhecimento local, das regras, condições naturais e riscos específicos de cada região portuária. O Prático é convocado sempre que cargas e passageiros precisam transitar com segurança e de forma organizada nas chegadas e partidas.

Prático de Navios olhando o mar através de um binóculo

No dia a dia, o Prático orienta as manobras e chefia, juntamente com o Comandante do navio, toda a equipe que controla a embarcação. Mas ele não gerencia apenas os recursos de bordo. Em seu turno de trabalho, o Prático de Navios também coordena a atuação das tripulações dos rebocadores e lanchas de apoio, além de orientar as equipes responsáveis pela amarração do navio ao cais.

Na maioria das nações desenvolvidas, a Praticagem é independente e opera sem qualquer vínculo com empresas de transporte, o que significa estar a salvo de interesses de grupos econômicos. É o caso, por exemplo, de Estados Unidos, Alemanha e Canadá. Felizmente, também é este o modelo adotado no Brasil, onde, além da importância para a economia, os Práticos executam um imprescindível papel de defesa do meio ambiente nas regiões costeiras e nos rios navegáveis, mantendo-os livres de acidentes e poluição.

Por que deve existir o Prático de Navios?

Sabe-se que, há pelo menos 4.000 anos, Práticos com grande conhecimento local são os encarregados das manobras dos navios em zonas portuárias. Essa demanda ocorre porque, por mais experiente que possa ser um Comandante, ele é especializado na condução da embarcação em mar aberto, longe de obstáculos, não dentro das particularidades geográficas de cada porto.

Assim sendo, determinado profissional que é Prático no Rio de Janeiro deve, necessariamente, ter certos conhecimentos para que possa realizar manobras com segurança naquela região. Tais conhecimentos incluem os ventos, as correntes, as marés, as características meteorológicas e o relevo submarino do local.

Prático de Navios subindo escada do navio

Como as condições naturais de um porto são sempre únicas, cada Prático deve ser treinado e lotado em uma Zona de Praticagem específica. Por esse motivo, a formação do Prático de Navios engloba uma combinação de conhecimentos técnicos sobre manobra de navios nas proximidades de toda a sorte de perigos à navegação, conhecimentos sobre os elementos naturais e ainda sobre costumes locais.

Sobre a organização profissional da Praticagem

Reunidos em associações de praticagem, que são entidades privadas, os Práticos mantêm uma estrutura de apoio composta por diversas lanchas, estaleiro para manutenção, centro de controle de operações e equipamentos sofisticados de comunicações e monitoração do tráfego – estruturas adquiridas e mantidas com recursos 100% privados. Há ainda a opção de o Prático atuar de forma individual – o que é bem menos frequente no Brasil devido à praticidade proporcionada pelas associações.

Apesar de serem os detentores do conhecimento e de grande responsabilidade nas Zonas de Praticagem, os Práticos não são os “donos” das manobras, e tampouco estabelecem as regras e normas de segurança. A Praticagem é uma profissão regulamentada pela Autoridade Marítima, exercida pela Marinha por meio da Diretoria de Portos e Costas (DPC).

Entre as regras fundamentais para a qualidade do Serviço de Praticagem, está a que estabelece o número de Práticos para cada porto. Essa quantidade respeita um limite mínimo – para que haja disponibilidade de profissionais mesmo nos momentos de pico de demanda – e um limite máximo. Esse limite máximo do total de Práticos em uma ZP é o que assegura que todos os profissionais habilitados tenham a oportunidade de trabalhar sem longos períodos de inatividade e, portanto, sem prejuízo do nível de proficiência exigido para realizar as manobras com segurança. Como qualquer pilotagem, a condução de navios requer prática frequente.

Com atenção a essas proporções, a DPC decide os momentos de abertura dos processos seletivos para novos Práticos, um momento ansiosamente aguardados por candidatos de todo o Brasil. Pessoas de todas as origens aguardam essa oportunidade, desde jovens recém-saídos das faculdades (formação superior completa é um dos requisitos do concurso), até profissionais gabaritados de diferentes áreas interessados na estabilidade, na excelente remuneração e na qualidade de vida proporcionada pela carreira de Prático de Porto.

Quais os requisitos do concurso e quem pode se tornar Prático de Navios?

Atualmente, pessoas de quase todas as áreas estão se preparando para o processo que seleciona os Práticos de Navios. Diferentemente do que se imagina, não é necessária experiência prévia ou formação em navegação para se tornar um Prático. Homens e mulheres de todas as idades, acima de 18 anos, podem se candidatar.

As principais exigências do concurso são que a pessoa tenha diploma de curso superior completo reconhecido pelo MEC em qualquer área e também pertença ao Grupo de Amadores, no mínimo na categoria de Mestre-Amador (certificado pode ser obtido por meio de prova), ou seja aquaviário da seção de convés ou de máquinas e de nível igual ou superior a 4. Os requisitos completos podem ser visto nas NORMAM 12.

Periodicamente, a Marinha organiza o Processo Seletivo para Praticante de Prático (PSCPP). Dividido em quatro etapas – a primeira delas uma prova escrita –, o processo é a porta de entrada para que o candidato se torne Praticante e cumpra um programa de qualificação que tem de 15 a 18 meses de duração. O Praticante cumpre esse programa na Zona de Praticagem para a qual foi designado ao final do PSPP, de acordo com suas preferências pessoais e com a pontuação alcançada.

O acesso à Praticagem no Brasil é hoje extremamente transparente e democrático, o que motiva pessoas de todas as idades e de todas as regiões do país a estudarem não só para obter a tão sonhada aprovação, mas também para assegurar uma posição na Zona de Praticagem de sua preferência. Quem começa a estudar mais cedo, com certeza, larga na frente!Download do E-book Manual do Concurseiro

OUTRO ARTIGOS QUE PODEM TE INTERESSAR:

– História da Praticagem no Brasil

– Conheça a NORMAM 12: Etapas e Requisitos do Processo Seletivo

– A data do próximo concurso para Prático

– Praticagem é Máfia? Entenda a origem do mito

42 respostas

    1. Olá, José. Como vai?
      Ficamos felizes pelo seu interesse.
      Para saber mais detalhes sobre a preparação para o melhor concurso do país, entre em contato conosco pelo WhatsApp: (21) 3903-0242.
      Será um prazer atendê-lo.

    1. Olá, Joarez. Tudo bem?
      Infelizmente, a data do novo Processo Seletivo é uma informação que só pode ser definida e divulgada pela Diretoria de Portos e Costas. Até lá, ninguém sabe quando o novo edital será lançado. Apesar da data ainda não estar definida, recomendamos que você comece a estudar o quanto antes, tendo em vista que o intervalo entre o lançamento do edital e a prova raramente é superior a 6 meses. O último processo seletivo foi o de 2012/2013.
      Para mais informações, entre em contato conosco pelo WhatsApp: (21) 3903-0242. Nossos consultores terão prazer em atendê-lo e te explicar todos os detalhes sobre o curso e a profissão.

    1. Olá, Aparecida. Tudo bem? Você pode entrar em contato conosco pelo WhatsApp: (21) 3903-0242. Nossos consultores terão prazer em atendê-la e te explicar todos os detalhes sobre o curso.

    1. Olá, Eric. Tudo bem? Você pode entrar em contato conosco pelo WhatsApp: (21) 3903-0242. Nossos consultores terão prazer em atendê-lo e te explicar todos os detalhes sobre o curso.

    1. Olá, Marcos! O Processo Seletivo para Praticante de Prático não possui idade máxima, apenas uma idade mínima de 18 anos completos. Apesar de não ter uma idade máxima, o concurso envolve uma etapa de teste físico e possui algumas outras restrições que podem ser vistas na Sessão 2 da NORMAM 12: https://www.marinha.mil.br/dpc/sites/www.marinha.mil.br.dpc/files/processo-selecao/normam12.pdf

      Recomendamos a todos os interessados uma leitura completa dos requisitos do concurso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

42 respostas

    1. Olá, José. Como vai?
      Ficamos felizes pelo seu interesse.
      Para saber mais detalhes sobre a preparação para o melhor concurso do país, entre em contato conosco pelo WhatsApp: (21) 3903-0242.
      Será um prazer atendê-lo.

    1. Olá, Joarez. Tudo bem?
      Infelizmente, a data do novo Processo Seletivo é uma informação que só pode ser definida e divulgada pela Diretoria de Portos e Costas. Até lá, ninguém sabe quando o novo edital será lançado. Apesar da data ainda não estar definida, recomendamos que você comece a estudar o quanto antes, tendo em vista que o intervalo entre o lançamento do edital e a prova raramente é superior a 6 meses. O último processo seletivo foi o de 2012/2013.
      Para mais informações, entre em contato conosco pelo WhatsApp: (21) 3903-0242. Nossos consultores terão prazer em atendê-lo e te explicar todos os detalhes sobre o curso e a profissão.

    1. Olá, Aparecida. Tudo bem? Você pode entrar em contato conosco pelo WhatsApp: (21) 3903-0242. Nossos consultores terão prazer em atendê-la e te explicar todos os detalhes sobre o curso.

    1. Olá, Eric. Tudo bem? Você pode entrar em contato conosco pelo WhatsApp: (21) 3903-0242. Nossos consultores terão prazer em atendê-lo e te explicar todos os detalhes sobre o curso.

    1. Olá, Marcos! O Processo Seletivo para Praticante de Prático não possui idade máxima, apenas uma idade mínima de 18 anos completos. Apesar de não ter uma idade máxima, o concurso envolve uma etapa de teste físico e possui algumas outras restrições que podem ser vistas na Sessão 2 da NORMAM 12: https://www.marinha.mil.br/dpc/sites/www.marinha.mil.br.dpc/files/processo-selecao/normam12.pdf

      Recomendamos a todos os interessados uma leitura completa dos requisitos do concurso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.